Confúcio Moura diz que pronunciamento de Bolsonaro o coloca em conflito dentro do próprio governo

0
16
Imprimir página

O senador Confúcio Moura (MDB-RO) fez duras críticas ao pronunciamento feito em rede nacional, na noite dessa terça-feira (24/03), pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Na ocasião, Bolsonaro defendeu a reabertura do comércio e das escolas, além do fim do confinamento da população. Medidas que vão contra as orientações determinadas pelo Ministério da Saúde, semelhantes às adotadas em países que combatem o Covid-19.

No pronunciamento do presidente, que certamente causará mais dúvidas a respeito do comportamento a ser seguido pela população, Confúcio Moura disse que Jair Bolsonaro entrou num enorme conflito dentro do próprio governo. “De um lado está o Mandetta, ministro da Saúde, que fala uma coisa técnica e científica, e implementa isso. Do outro lado, ele não discorda publicamente, até elogia, mas fala diferente. Com isso, causa uma confusão interna”, explicou o senador.

De acordo com o parlamentar, os governadores de quase todos os estados estão se manifestando e fazendo represálias. Confúcio Moura explicou que o presidente está perdendo apoio, inclusive de aliados, como o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), além de outros com discursos mais radicalizados.

A postura do presidente está deixando-o isolado, e pode terminar o mandato como um governo de solidão, afirma o senador. “É preciso que os seus conselheiros o orientem, para que ele tenha a condição mínima de governar o país. O Brasil é muito difícil de ser administrado e precisa de um líder forte para nos conduzir na bonança ou nas situações difíceis. E, agora, nós estamos vivendo uma situação crítica, e nessa hora que aparece o líder verdadeiro”, concluiu.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here