RONDÔNIA DE LUTO. “MORRE O LIBANÊS DONO DO PRIMEIRO RESTAURANTE ÁRABE

0
35
Imprimir página
Morreu no Brasil, nesta terça-feira (17), em Porto Velho (RO), Youssef Kassem Hijazi, libanês da cidade de Qaraoun, no Vale do Bekaa.

Muito conhecido em todo o estado, Hijazi comandava ao lado do irmão Hamed Kassem Hijazi, o primeiro restaurante libanês no estado de Rondônia. O restaurante Almanara, um pedaço do Líbano na Amazônia, nasceu em 1965, devido ao aumento da imigração libanesa na região e até hoje é referência em comida árabe no estado.
Hijazi chegou ao Brasil muito jovem, sem falar português e com apenas 100 dólares no bolso, não temeu os desafios e desbravou o Brasil com muita vontade de vencer e construir família no país que lhe acolheu.

Com familiares na cidade de Campo Grande (MS) e em Porto Velho (RO), Hijazi ouviu dizer que o estado de Rondônia era promissor e entre as duas cidades, optou pela capital rondoniense.

Para aprender o português, aos domingos ia contemplar o Rio Madeira e repetia as palavras que ouvia por lá.

Logo fez amizade com brasileiros e uma vez, acabou sendo convidado para tomar banho em um rio da região. Com a alta temperatura amazônica, não pensou duas vezes e se aventurou.

Escondido da irmã e do cunhado, seguiu se divertindo com a nova turma de amigos. Tudo era novidade. O que o jovem libanês não imaginava, é que dessa aventura ele seria contemplado com uma malária.

E a vontade de vencer era muito maior do que tudo. Hijazi resolveu também que era o momento de se casar. A noiva foi do Líbano para o Brasil e lá, construíram família.

Depois de bater cabeça tentando vender roupas, montar uma lojinha, Hijazi acabou firmando sociedade com o irmão e juntos, viram muitos restaurantes nascerem e morrerem e eles continuaram firmes até o último dia 17 de março de 2020, quando ele resolveu partir.

O restaurante Almanara é uma empresa familiar. Nasceu para alimentar os membros da família que vieram do Líbano e os que nasceram em Rondônia. Com a qualidade da comida libanesa, acabou ganhando fama e no cardápio, foram colocados alguns pratos brasileiros.

O restaurante dos brimos tornou-se patrimônio de Rondônia. Ele fica localizado na região central de Porto Velho e após 55 anos, os clientes não encontrarão o brimo Youssef Kassem Hijazi no comando do caixa do restaurante.”
O GRUPO SAUDOSISMO PORTOVELHENSE SE OMBREIA NA DOR JUNTO A FAMÍLIA ENLUTADA.
RONDÔNIA ESTÁ MAIS POBRE DE SEUS PIONEIROS.

*Texto e foto do Jornal do Líbano.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here