Felipe Melo faz surpresa a Viña em apresentação: “Imaginavam que eu não gostasse de uruguaio”

0
26
Imprimir página

Uma brincadeira curiosa marcou a apresentação do lateral-esquerdo Matías Viña como jogador do Palmeiras, nesta terça-feira. Felipe Melo, capitão do time, apareceu na sala de entrevistas da Academia de Futebol para dar boas-vindas ao uruguaio.

A relação de Felipe Melo com uruguaios tem capítulos polêmicos. Em 2017, quando chegou ao clube, às vésperas de dividir grupo com o Peñarol na Libertadores, ele disse que “se tiver que dar tapa em uruguaio, eu vou dar”. Dito e feito: ao visitar a equipe em Montevidéu, foi perseguido pelos adversários após o apito final e acertou um soco no rosto de um deles.

– Vim dar boas-vindas a ele. Muita gente imaginava que eu não gostasse de uruguaio, não é verdade (risos). Venho representar também o elenco, em nome de todos – falou o agora zagueiro, nesta terça-feira, antes de entregar uma camisa do clube ao reforço e receber de volta uma camisa da seleção uruguaia.

À época, antes mesmo da briga – que lhe rendeu uma punição da Conmebol –, o então volante se explicou. Disse que foi interpretado de forma errada, que a intenção era mostrar que, se fosse preciso, entraria duro, como pedem os jogos contra times sul-americanos, segundo ele.

– Fico contente que ele tenha me recebido. É um grande jogador, fico feliz. Sobre o tema, tem muito problema durante os jogos em campo que fica no campo. Fora do campo, não tem problema. Ele me recebeu muito bem – respondeu.

Vigésimo uruguaio da história do Palmeiras, Viña assinou contrato de cinco temporadas, válido até o final de 2024. Até aqui único reforço contratado nesta temporada, ele chega para uma posição que tem Victor Luis, Diogo Barbosa e Lucas Esteves.

Fonte: GloboEsportes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here