INFORME INSALUBRIDADE – Ministério da Saúde confirma restabelecimento e retroativos

0
78
Imprimir página
Ministério

Finalmente, após muitos impasses, está confirmado oficialmente o restabelecimento, com retroativos, do adicional de insalubridade no contracheque deste mês de novembro aos servidores do Ministério da Saúde, que cedidos ao SUS, atuam no combate a dengue, malária e outras doenças endêmicas.

A informação foi recebida pelo presidente do Sindsef/RO, Abson Praxedes e o secretario da Coordenação Municipal de Ji-Paraná, Prof. Ildo Mussoi, em reunião realizada no fim da tarde desta sexta-feira (8), com o superintendente do Ministério da Saúde em Rondônia, Igor Mendonça.

Apesar do adicional restabelecido e com retroativo somente desde abril, de acordo com o superintendente, o Ministério da Saúde em Brasília está adotando medidas para que os meses de janeiro a março tenham o pagamento efetivado o mais breve possível, na possibilidade de ocorrer dentro do exercício do corrente ano.

Para o presidente Abson, o êxito do restabelecimento desse direito, é resultado de uma atuação conjunta e fruto do diálogo aberto entre o Sindsef e a área governamental, em especial dos servidores envolvidos que tiveram atuação importante nesse processo.

Mesmo com o benefício suspenso em janeiro de 2019, os Servidores continuaram exercendo suas atividades em respeito ao cuidado com a saúde pública da população de Rondônia, uma vez que as atividades estão voltadas ao controle das doenças endêmicas que afetam a população.

“É preciso ressaltar a importante intermediação dos Deputados Federais Mauro Nazif e Lucio Mosquini e do Senador Marcos Rogério e de outros parlamentares federais e autoridades que foram acionados sobre a assunto. Da mesma forma registrar o importante e diuturno empenho da equipe do Segep MS/RO, que na pessoa da Helena, não mediram esforços para solucionar o impasse”, disse na oportunidade o presidente Abson Praxedes, que em nome dos servidores agradeceu o empenho dos atores envolvidos.

A parceria do Sindsef para solucionar o restabelecimento da insalubridade foi elogiada pelo superintendente. “Quando precisamos o Sindsef se prontificou ajudar. E isso é louvável. Eu agradeço ao Sindsef por essa parceria”, disse Igor.

Embora tenham havido críticas ao Sindsef na maneira de conduzir o processo, fica evidente que nem tudo se pode agir no puro campo emocional ou a “ferro e fogo”. Levando em conta o atual cenário politico e econômico, consideramos exitoso o desfecho da situação, declarou o presidente Abson Praxedes.

Fonte: Assessoria

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here