Ariquemes – A média de público que visita o feirão semanalmente é de aproximadamente 2,5 mil pessoas. O número agora deverá aumentar, já que o Feirão ficará disponível quatro dias por semana. PUBLICIDADE Com o novo cronograma de funcionamento, 103 novos feirantes foram cadastrados e também passaram a trabalharem no local. Além dos pequenos agricultores, outros 20 artesãos estão comercializando seus artigos na praça de alimentação do lado externo. Fonte de renda para centenas de famílias que vivem de pequenas propriedades rurais, o Feirão também é sinônimo de produtos frescos, recém-saídos do campo e preços acessíveis. Verduras, frutas, legumes, pão, bolos, biscoitos, polpas, queijo, embutidos, doces, peixes, castanhas, temperos…, uma grande variedade de produtos que disputam a atenção dos clientes devido à qualidade. O prefeito Marcito Pinto (PDT) visitou a feira e reforçou a intenção da administração em fazer com que o espaço seja utilizado com maior frequência e também que seja ampliada a oferta de produtos oriundos da agricultura familiar para sociedade ji-paranaense. “Nossa ideia é que o Feirão passe a ser utilizado mais vezes, movimentando a agricultura familiar e também as pessoas que vivem do artesanato. É importante para população ter um local de referência para comprar produtos vindos diretamente por produtores rurais, sem intermediários”, comentou.

0
28
Imprimir página
O projeto “Aluno Atleta do IDEB” idealizado pelo senador Confúcio Moura (MDB) será implantado nas unidades educacionais da rede municipal de Ariquemes. O lançamento do projeto será nesta sexta-feira (4), às 9h30, no ginásio de Esporte, Alberi Ferrasso, e contará com a participação de pelo menos 300 profissionais da educação.

O Aluno Atleta do IDEB foi planejado especificamente para auxiliar os estudantes que irão prestar o exame da prova Brasil, realizada pelo Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), com o objetivo de avaliar a qualidade do ensino ministrado nas escolas das redes públicas é a principal avaliação da educação básica brasileira, que junto com o índice de evasão, aprovação e reprovação, formam o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB).

O coordenado do projeto, Waldo Alves, explicou que a proposta do aluno Atleta do IDEB propõe aos estudantes que irão prestar a Prova Brasil tenham um acompanhamento desde o início do ano, de forma diferenciada. “Em ano de Prova Brasil, fala-se muito da aplicação da prova e da necessidade de melhorar o resultado do ensino aprendizado nas escolas. Mas pouco se valoriza o aluno que vai prestar essa prova, pouco se reconhece a importância para que ele compareça para prestar a prova e que se dê a devida importância na ação”, contextualizou.

De acordo com o Waldo, assim como têm os atletas que representam a cidade nos jogos escolares ou esportivos, espera-se com essa ação, que toda a população reconheça cada estudante e sua importância para o futuro do município, estado, país, porque seu desempenho na Prova Brasil exige uma preparação equivalente ao de um atleta olímpico.

O resultado positivo na prova brasil demonstra que além do ensino aprendizado do aluno, também pode gerar ao município benefícios, a exemplo de empresas que buscam investir em cidades que tenham mão de obra qualificada. Segundo o coordenador, são ações voltada à qualidade da educação e de incentivo ao jovem para trilhar o caminho do conhecimento.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here