RBR promove Alexander Albon na vaga de Pierre Gasly a partir da corrida da Bélgica

0
29
Imprimir página

Os fracos resultados de Pierre Gasly na primeira parte da temporada 2019 da Fórmula 1 fizeram a paciência da RBR acabar. Nesta segunda-feira, a equipe anunciou que o tailandês Alexander Albon passa a ser companheiro de Max Verstappen a partir do GP da Bélgica, dia 1º de setembro. Já o francês será rebaixado para a STR, pela qual correu até o ano passado e será parceiro de Daniil Kvyat.

De fato, o ano vinha sendo terrível para Gasly, que, de cara, destruiu dois carros durante a pré-temporada em Barcelona. No campeonato, o francês teve apenas uma boa corrida, na Inglaterra, onde foi quarto. Nas demais, teve desempenhos muito decepcionantes, o que lhe fez ter apenas 63 pontos no campeonato contra 181 de Verstappen, que ganhou duas provas.

“A Red Bull está na posição única de ter quatro talentosos pilotos de Fórmula 1 sob contrato que podem ser rodados entre a RBR e a STR. A equipe usará as próximas nove corridas para avaliar o desempenho de Alex, a fim de tomar uma decisão informada sobre quem irá dirigir ao lado de Max em 2020. Todos na RBR esperam receber Alex na equipe e apoiá-lo durante a próxima fase de sua carreira na F1.”, informou a equipe em nota.

Esse tipo de procedimento não é novidade na RBR, que, em 2016, promoveu Verstappen no lugar de Kvyat. Este acabou recolocado na STR, onde permaneceu até 2017, quando foi demitido. Este ano, o russo foi recontratado, e, curiosamente, estava sendo mais cotado do que Albon para a vaga de Gasly. Aliás, no campeonato, o russo soma 27 pontos contra 16 do tailandês e ainda por cima foi ao pódio com um terceiro lugar na Alemanha, prova em que Albon foi o sexto.

Segundo tailandês na história

Terceiro colocado no campeonato da Fórmula 2 no ano passado, quando brigou pelo vice até a última corrida com o badalado Lando Norris, hoje na McLaren, Alexander Albon vem fazendo uma temporada de estreia bastante elogiável. Em 12 corridas, o tailandês pontuou em cinco, tendo como melhor resultado o de Hockenheim, numa corrida sob chuva em sua maior parte.

Na última corrida, na Hungria, Albon teve um duro duelo com Kvyat na pista e acabou prevalecendo, o que lhe fez somar mais um pontinho com a décima colocação.

De forma curiosa, no ano passado a carreira de Albon parecia destinada a um novo rumo, tanto que o piloto já tinha contrato redigido com a Nissan para correr na Fórmula E. Porém, a transferência de Daniel Ricciardo da RBR para a Renault abriu uma vaga, que acabou ocupada por Gasly, e, automaticamente, um assento ficou disponível na STR.

Alexander Albon é o segundo piloto tailandês na história da Fórmula 1. Antes dele, apenas Birabongse Bhanubandh, conhecido como Príncipe Bira, tinha corrido na categoria, entre 1950 e 1954, tendo obtido um quarto lugar como melhor resultado.

Fonte: GloboEsportes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here