Cruzeiro perde ação na Fifa por dívida de Willian, mas recorre ao TAS para evitar punição que pode acarretar em perda de pontos

0
16
Imprimir página

O Cruzeiro tem mais uma situação de ordem financeira para resolver. E essa pode gerar prejuízo desportivo. O clube foi acionado na Fifa pelo Zorya, da Ucrânia, por uma dívida referente à aquisição do atacante Willian, hoje no Palmeiras. A Raposa perdeu o processo em primeira instância, e foi punida pela Fifa em sanção que poderia envolver a perda de seis pontos no Campeonato Brasileiro. Porém, os advogados celestes recorreram da decisão no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS, na sigla em inglês) para suspender, ao menos por ora, a punição. O valor do débito gira em torno de R$ 6 milhões.

Na manhã desta quarta-feira, a coluna do Ancelmo Gois, do Jornal O Globo, noticiou a possível perda de seis pontos do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro. O GloboEsporte.com apurou como está o andamento do processo e te explica em seguida.

Em junho de 2017, os ucranianos acionaram o Cruzeiro na Fifa cobrando o valor devido pelo clube celeste. A decisão do Comitê Disciplinar da Fifa, favorável ao Zorya, determinando a perda de seis pontos por parte da Raposa, saiu no dia 22 de março deste ano.

No dia 23 de maio, o Cruzeiro recorreu da decisão no TAS e, nessa terça-feira, as partes (Cruzeiro, Zorya e CBF) receberam uma carta da Fifa a qual suspende a perda de pontos por reconhecer a validade do recurso interposto pelo jurídico da Raposa (veja o documento abaixo, conseguido pelo GloboEsporte.com e, posteriormente, divulgado pelo clube).

A reportagem conversou com Breno Tannuri, advogado que representa o Cruzeiro nas ações contra o clube na Fifa. Ele explica que, a princípio não há mesmo a chance de punição.

– A informação que tenho da Fifa, de ontem, é que não há punição. Nós apelamos para a Corte Arbitral. Temos direito de ir até a última instância antes de sofrer qualquer tipo de punição – disse Tannuri, explicando também que o processo no TAS deve demorar de oito a dez meses.

Em nota, o Cruzeiro confirmou a derrota na Fifa, o recurso no TAS e disse que, em caso de derrota no Tribunal Arbitral do Esporte, fará o pagamento para não sofrer punições desportivas. Após o TAS deliberar de forma definitiva sobre o tema, e o clube mineiro ainda for considerado culpado, ele só sofreria a punição de seis pontos caso não executar a dívida (R$ 6 milhões) no prazo de 90 dias.

Fonte: GloboEsportes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here