“Senhor estreias”, Guerrero vira artilheiro do Inter em 2019 com 7 gols em 10 jogos

0
37
Imprimir página

Paolo Guerrero recebe o passe de Nico López, domina com um toque que já o deixa livre em seu habitat natural e emenda um chute com destino certeiro. Minutos mais tarde, o mesmo Guerrero sobe de cabeça e estufa as redes uma vez mais. Nesta quinta-feira, o centroavante comandou a vitória do Inter por 3 a 1 sobre o Paysandu, no Beira-Rio, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

E o fez com gols que são cada vez mais rotineiros para os colorados. Logo em seu 10º jogo com a camisa do Inter, o centroavante dá uma amostra definitiva de seu faro de matador. Guerrero já soma sete gols com a camisa do Inter e desbanca Nico López como artilheiro da equipe em 2019.

O gols na vitória sobre o Paysandu revelam ainda uma faceta matadora do peruano em todas as estreias nas competições disputadas pelo Inter na temporada. O centroavante também marcou nas primeiras partidas por Gauchão (vitória por 2 a 0 sobre o Caxias), Libertadores (duas vezes na vitória por 2 a 2 sobre o Palestino) e Brasileirão (vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo)

A artilharia alcançada em apenas 10 jogos retrata como o centroavante encorpora o protagonismo tão esperado pelos colorados durante os oito meses finais de sua suspensão por doping. Desde sua estreia, o Inter marcou 18 gols em 12 jogos. Guerrero anotou sete deles – 38,8% – mesmo sendo baixa em duas partidas.

> Os números de Guerrero pelo Inter

  • 10 jogos
  • 7 gols
  • 813minutos
  • média de 0,7 gol/jogo
  • 1 gol a cada 116 minutos

Em entrevista coletiva após a vitória desta quinta-feira, o técnico Odair Hellmann encheu o seu centroavante de elogios, mas fez questão de exaltar a mecânica de atuação coletiva de sua equipe. De acordo com o treinador, Guerrero encaixou em um time que já estava estruturado. No “lugar certo e na hora certa”, ele deslancha nessas primeiras partidas.

– O Paolo é um grande jogador, de experiência internacional, de qualidade técnica, exímio finalizador. Mas acho que ele caiu na hora certa e no lugar certo. Direção, comissão, jogadores e equipe num patamar para que ele possa entrar, e o coletivo respaldar individualmente. Se todos que já estavam não tivessem estrutura, mesmo com a qualidade dele talvez tivesse mais dificuldade. Mérito a todos pela contribuição para que a qualidade dele agregue diferença – diz o treinador.

Fonte: GloboEsportes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here