Audiência Pública promove lançamento do Caderno de Conflitos no Campo Brasil 2018

0
72
Imprimir página

Relatório reúne dados sobre os conflitos e violências sofridas pelos trabalhadores e trabalhadoras em 2018

O deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT) com apoio da Comissão Pastoral da Terra (CPT Rondônia), promove na próxima quinta-feira (25), às 9 horas, na Assembleia Legislativa, audiência pública de lançamento do Caderno de Conflitos no Campo Brasil 2018.

Está é a 34ª edição do relatório que reúne dados sobre os conflitos e violências sofridas pelos trabalhadores e trabalhadoras do campo brasileiro em 2018, neles inclusos indígenas, quilombolas e demais povos tradicionais.

O relatório Conflitos no Campo Brasil 2018 registrou 1.489 conflitos em 2018 ante os 1.431 de 2017, o que representa um aumento de 3,9%. A maioria destes conflitos está concentrada na região amazônica, e soma um total de cerca de 1 milhão de pessoas envolvidas, um aumento de 35% em relação a 2017 que registrou o envolvimento de 708.520 pessoas envolvidas.

Lazinho da Fetagro e a CPT destacam que a violência no campo em Rondônia não é só um problema de registro e estatística, mas um convite à reflexão e ações concretas. Alertam que Rondônia segue sendo uma área desafiadora quando se fala em conflitos agrários. Foram 91 ocorrências de conflitos registradas, envolvendo cerca de 4.317 famílias; com menos ocorrência de morte por conflitos agrários em relação aos outros anos, 20 em 2015, 21 em 2016, 17 casos em 2017. Contudo, a violência segue acontecendo e os casos de conflitos seguem sem respostas e sem soluções.

Para o deputado Lazinho da Fetagro, “tal realidade não pode ser silenciada”. E, junto com a CPT Rondônia e outros parceiros, promove o lançamento do caderno de conflitos também no estado, buscando tratar sobre os pontos de destaque em nosso estado e regiões vizinhas. A CPT/RO pretende mais do que lançar um livro, dar voz aqueles que vivem e enfrentam toda forma de violência.

“O Caderno, de publicação anual, é resultado de registro e documento dos acontecimentos no campo no Brasil, tornando-se um dos retratos mais completos da realidade agrária do país. Com a audiência e o lançamento pretendemos dar voz àqueles que vivem e enfrentam violência”, registrou.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here