Lançamentos da F1 começam nessa semana com novas cores. Até na Mercedes

0
14
Imprimir página
Mudança será a palavra de ordem dos lançamentos dos carros da Fórmula 1, que começam nesta segunda-feira, com a Toro Rosso mostrando seu modelo para 2019. Um novo regulamento vai mudar o visual dos carros, alargando as asas como forma de diminuir a turbulência e ajudar as ultrapassagens, mas as novidades não param por aí: até Mercedes e Ferrari podem surgir com novo visual.

Na Itália, espera-se que a nova Ferrari tenha um tom mais escuro e opaco que as anteriores, e grande destaque para o slogan Mission Winnow, relacionado à publicidade de cigarros. O novo tom ferrarista seguiria na mesma linha do modelo que a Ducati lançou para a temporada da MotoGP.

Já a Mercedes atiçou a curiosidade dos fãs nas mídias sociais divulgando o que parece ser parte de sua asa nas cores preto, azul e verde, e com a legenda: “Uma flecha de prata sem prata?” A semelhança da pintura com a utilizada pela própria montadora como camuflagem na fase de testes de seu modelo de rua elétrico, contudo, leva a crer que o novo design só será usado durante a pré-temporada.

Outra equipe que faz mistério em relação a sua identidade visual é a Racing Point, ex-Force India, que adotou o cor-de-rosa devido a um patrocinador cuja continuidade como principal parceiro não está confirmada. A equipe foi comprada por Lawrence Stroll em setembro do ano passado e, em um teaser nas mídias sociais, compartilhou a foto de um carro com a frente totalmente branca, dizendo que começaria a nova fase “como uma página em branco”. Outra que também pode aparecer com novidades na pintura é a Williams, que perdeu o patrocínio máster, da Martini, e não anunciou qual será a substituta.

Caras novas

O lançamento dos carros também será uma oportunidade de ver os vários pilotos que trocaram de equipe neste ano com suas novas cores, com expectativa maior em cima de três nomes: Charles Leclerc, de apenas 21 anos, será apresentado ao lado de Vettel na Ferrari; Kimi Raikkonen estará pela primeira vez com o macacão da Alfa Romeo (ex-Sauber), e Daniel Ricciardo fará a primeira aparição oficial na Renault.

No total, são 12 pilotos ou estreantes, ou de casa nova, sendo que quatro equipes – McLaren, Alfa Romeo, Toro Rosso e Williams – mudaram totalmente sua dupla. Entre os estreantes, estão George Russell (Williams), Lando Norris (McLaren), Alexander Albon (Toro Rosso) e Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo).

Mudanças nos carros

Todos terão de se adequar às alterações no regulamento, com asas mais largas e simples, mas existe a expectativa para saber como especialmente Red Bull, Ferrari, Racing Point e McLaren vão driblar dificuldades de adaptar a filosofia de seus carros às mudanças.

Estes carros são exemplos de modelos que usavam o fluxo de ar da asa dianteira para alimentar a traseira do carro de forma mais acentuada, algo que será praticamente impossível reproduzir com as novas regras. É bem provável que as alterações feitas não fiquem claras nos lançamentos, em que as equipes costumam mostrar versões mais simples, mas certamente serão visíveis nos testes, a partir de 18 de fevereiro.

Os engenheiros, contudo, já estarão de olho nos lançamentos dos rivais para tentar descobrir quem deu o pulo do gato com o novo regulamento.

Fonte: UOL

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here