Sem dores e à disposição de Diniz: Calazans quer 1º gol pelo Fluminense

0
29
Imprimir página
que os torcedores podem esperar de você em 2019 que não viu em anos anteriores?” “Acredito que gols”. Foi com essa resposta bem humorada que Marcos Calazans abriu a sua entrevista para o LANCE!. Aos 22 anos, o atacante se recuperou de duas cirurgias no joelho e um ano e dois meses sem jogar antes de retornar aos gramados em outubro do ano passado. Para 2019, revelou um objetivo claro a ser buscado: o seu primeiro gol como profissional.

– Sou atacante e como costumam falar, atacante vive de gol. Isso me incomoda (ainda não tem marcado profissionalmente) até hoje porque não consegui marcar meu primeiro gol. Em 2019 já botei umas metas de quantos gols fazer, quantos jogos jogar e quantas assistências dar. Espero bater essas metas.

Calazans garante: não carrega mais nenhum resquício das lesões. Não sente dores, não está com inseguranças e está totalmente recuperado fisicamente. A possibilidade das cirurgias terem atrapalhado o seu estilo de jogo rápido e driblador também está descartada. O atacante afirma que apenas o seu apetite por vitórias mudou nesse processo.

– Não mudou nada (as lesões). Só me fortaleceu. Me deu mais apetite para ganhar as coisas e aproveitar o que gosto de fazer, que é jogar futebol. Continuo com velocidade e drible. No começo deu insegurança, mas já passou. Já recuperei a parte física. Voltei a ser o mesmo jogador de antes, com a minha velocidade e as mesmas características. Não mudou nada com as cirurgias.

O cenário para 2019 parece positivo para Calazans. Se Marcelo Oliveira não dava tantas oportunidades para o atacante, a situação pode ser diferente com Fernando Diniz. O atacante nunca trabalhou com o novo treinador, mas revelou ser um admirador do seu trabalho e espera mostrar serviço para brigar pela titularidade.

– É um treinador que não conheço pessoalmente, mas vejo os trabalhos que ele fez. Acompanhava muito o trabalho dele no Oeste por causa do Daniel, que jogava lá. Acompanhei o trabalho dele também no Athletico. A forma de jogar do time dele é sempre mantendo a posse. Fico feliz por ter um treinador dessa qualidade que gosta de ter a bola, ajuda muito os jogadores do drible, do passe… vai ajudar muito. Sou um jogador de drible, de passe, de velocidade… Pela forma de jogo dele vou ter muito a bola no pé.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here