Confusão – Greve dos ônibus movimenta capital e divide opiniões

0
22
Imprimir página

A greve foi decretada segunda(09) pela período da noite, através do sindicato da categoria.

 

Após ficarem sabendo que a aprovação do projeto que legaliza os “táxis compartilhados” entraria em pauta novamente na câmara dos vereadores, o sindicato dos motoristas e cobradores decidiu que Porto Velho amanheceria sem ônibus nesta terça feira(10). Com isso o movimento tem como objetivo coibir a aprovação desta lei que quer regulamentar o serviço de táxi-compartilhado, considerado irregular.

“A aprovação do projeto vai causar uma onda de demissões pois a concorrência com taxistas que operam com compartilhamento vem inviabilizando aos poucos o serviço de transporte coletivo.” Afirmou o sindicato.

O Consórcio SIM informou ainda, que já está tomando as medidas jurídicas necessárias para que o serviço seja normalizado o mais rápido possível.

E com todo está confusão, a população está opinando e por isso, fomos até ela para ouvi – lá:

“Eu, como usuária do transporte coletivo, acho que eles estão certos em parar pra ir atrás dos seus direitos, mas acho que eles estão lutando pelas causas erradas, existe lugar pros 2 meios de transporte, tanto os ônibus quanto os táxis compartilhados. Os motoristas deveriam ta reivindicando as condições dos ônibus, por exemplo” opinou a acadêmica da UNIR, Hillary Beatriz.

Já o trabalhador Guilherme Ricardo, que usa o meio de transporte para ir trabalhar, tem uma opinião mais contundente:

“Para quem precisa de Transporte publico é complicado, por que além de ter alguns veículos em péssimo estado eles querem boicotar qualquer tipo de outro serviço de transporte como os Compartilhado para andar em péssimas condições naqueles “Tratores” que chamam de ônibus. Fora o valor da Passagem que e um absurdo”, explanou.

Laura Gabriele Lopes, acadêmica de Educação física da UNIR, também conversou com nossa reportagem:

“acho essa greve injusta, pois eles não oferecem serviços de qualidade, não nos oferecem nem o que pedimos para uma qualidade boa dos ônibus. Diminuíram as quantidade de ônibus nas férias, temos que pagar 3,80 para ainda correr perigo, porque ficamos nos ônibus grande maioria em pé, e quando sentados as cadeiras estão quebradas, sem falar nos portadores de necessidades especiais, que são quem sofrem mais, agora tem isso?! o Táxi Compartilhado pelo menos tem qualidade, conforto, te deixa onde você quer”, afirmou a estudante.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here