“Chulé não é falta de higiene”, explica dermatologista

0
259
Imprimir página

No verão, transpiramos mais. Por isso, os cheiros podem ficar mais fortes e ruins. Os grandes responsáveis por esse inconveniente são os pés e as axilas – os famosos chulé e cecê. Os dermatologista Márcia Purceli, que também é consultora do Bem Estar, e Emerson de Andrade Lima falaram sobre os cuidados importantes nesses dias quentes no programa desta quarta-feira (17).

O nome desse mau cheiro é ‘bromidrose’. Ter chulé ou aquele cheiro de desodorante vencido não é falta de higiene, é uma quantidade maior de um tipo de bactéria que causa o odor. O cheiro ocorre porque essa bactéria solta uma substância no final do metabolismo.

Cuidados com os pés

Sapatos fechados, com meia e pés úmidos propiciam o surgimento de bactérias e fungos. Por isso, é importante:

  • Lavar e secar bem os pés
  • Colocar o sapato no sol
  • Alterar os sapatos
  • Usar desinfetante no sapato
  • Não repetir as meias
  • Usar desodorante para os pés ou talco

Essas ações devem ser feitas diariamente para ter um bom resultado. Quando não são feitas, os fungos e as bactérias voltam a se proliferar e o cheiro também volta.

Fonte: Bem Estar

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here