Jato da FAB que conduzia Gilmar Mendes ao Pará volta a Brasília após ‘falha técnica’

0
55
Imprimir página

ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, passou um susto na noite desta quinta-feira (22) durante um voo de Brasília para Belém em um jato da Força Aérea Brasileira (FAB). A aeronave, segundo a assessoria da FAB, apresentou “falha técnica” após decolar da base área de Brasília e, “por precaução”, os pilotos retornaram à capital federal.

Ainda de acordo com a Força Aérea, “em nenhum momento a segurança dos passageiros foi comprometida”. Gilmar Mendes viajava para a capital do Pará na companhia de assessores e seguranças.

O jato que conduzia o presidente do TSE a Belém decolou da base área de Brasília às 18h45 desta quinta, informou a assessoria da FAB. O magistrado estava indo ao Pará para inaugurar o maior posto de identificação biométrica do estado.

Antes de embarcar para Belém, Gilmar Mendes ainda participou da sessão do STF que analisou a relatoria e a validade das delações dos executivos do grupo J&F.

O magistrado não chegou a votar na sessão desta quinta que foi interrompida quando faltavam os votos de quatro ministros, mas, em meio ao julgamento, discutiu calorosamente com o colega de tribunal Luís Roberto Barroso.

Uma hora depois de decolar, a aeronave pousou novamente na capital federal, na Ala 1 da base aérea.

A assessoria do TSE disse que não tinha informações sobre o episódio envolvendo o voo de Gilmar Mendes para o Pará.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here