Jovens empreendedores investem em projeto de casa de baixo custo

0
49
Imprimir página
Buscando um diferencial na profissão que resolveram exercer, dois acadêmicos do décimo período do curso de Arquitetura em Porto Velho resolveram empreender apostando em um projeto de casas de baixo custo que, além de reduzir as práticas prejudiciais ao meio ambiente, pode ser montada em poucas semanas.

Segundo Lucas Tezzari, um dos idealizadores do modelo de construção, a casa segue os padrões convencionais de edificação, mas o processo de construção é baseado em um modelo britânico, batizado de FACIT, que não precisa de pregos nem de concreto. “A casa é feita com peças de madeira que se encaixam e pode ser montada facilmente”, explicou.

Lucas desenvolve o projeto com o companheiro de faculdade Caio Cunha. Ele explica que a casa ainda está na fase de projeto devido aos altos custos que envolvem a fabricação das peças, mas, segundo ele, deve ser fabricada a partir de março, quando o maquinário necessário para a montagem das peças estará instalado e em funcionamento.

Enquanto a casa de montar não sai, os estudantes resolveram aplicar a ideia em móveis, fabricando cadeiras, bancos, mesas e armários sem o uso de cola, pregos ou parafusos. “Estamos comercializando esse móveis ao usuário final, mas, em breve estaremos trabalhando com lojistas”, acentuou Lucas, otimista com o empreendimento. Os móveis e um abrigo temporário desenvolvidos pelos estudantes, de acordo com Lucas, já foram expostos em feiras e eventos voltados à arquitetura na capital.

Sobre o projeto, o estudante disse que a ideia era inovar, sem fugir do leque da profissão. “A gente percebeu que o mercado estava muito saturado. Todos os arquitetos que se formavam aqui (em Porto Velho) acabavam indo trabalhar com interiores ou obras, então decidimos partir para uma área que ainda não estava sendo trabalhada na região”, salientou Lucas, acrescentando que, no Brasil, só o estado do Rio de Janeiro tem casas fabricadas nesses padrões.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here