Convênio vai garantir retomada do atendimento na Santa Casa de Misericórdia de Ji-Paraná

0
125
Imprimir página

A Santa Casa de Misericórdia de Ji-Paraná, fechada há nove meses, passa a ser administrada pela Associação Vida, entidade de cunho social existente há cinco anos. Na tarde dessa segunda-feira (29), o presidente da entidade, Huberman Carneiro; os deputados Maurão de Carvalho, presidente da Assembleia Legislativa; Laerte Gomes e Nilton Capixaba (federal) estiveram com o governador Confúcio Moura, quando pediram apoio para a instituição, que deverá reiniciar as atividades em no máximo 30 dias.

Situação da Santa Casa de Misericórdia de Ji-Paraná é discutida com o governador.

Inaugurada em 2003, a Santa Casa de Misericórdia de Ji-Paraná suspendeu as atividades em razão de problemas de ordem financeira e administrativa. Existem dívidas e por falta de documentação regular não pôde contratar convênios com o poder público. O presidente Huberman Carneiro disse que a solução encontrada para retomar o atendimento ambulatorial, e realizar exames, foi celebrar contrato com a Associação Vida.

Os deputados Laerte Gomes e Maurão de Carvalho irão destinar emenda de R$ 300 mil para que sejam firmado convênio com o estado. O recurso será destinado 100% pela Associação à Santa Casa. “Temos uma estrutura muito boa, de mil metros quadrados de área coberta, com centro fisioterápico, uma sala de parto, duas enfermarias, podemos atender às exigências dos padrões de saúde do Ministério da Saúde. Queremos aproveitar bem essa estrutura, e a diretoria está animada, quer se dedicar a este projeto”, disse o presidente da Associação Vida, Roni Matos.

“Sabemos que o senhor [governador Confúcio] é uma pessoa de bom senso e gosta de fazer saúde”, complementou o presidente da Associação Vida, agradecendo o apoio do governo e dos parlamentares presentes.

Huberman Carneiro afirmou que muita gente está ligando, pedido a volta do atendimento médico. Segundo ele, havia atendimento pediátrico, cardiológico e ginecológico; e exames, como endoscopia e ultrassom.

“A população está sentindo muito a falta desses serviços”, disse o vereador Lincoln Astrê, acrescentando que a Associação Vida tem utilidade pública estadual, promove ações na área social, entre elas atendimento a dependentes químicos, e poderá ter a 0portunidade de resgatar a história bonita da Santa Casa de Ji-Paraná.

Confúcio desejou sucesso à nova gestão, e colocou o governo à disposição, recomendando, entretanto, cautela nas ações iniciais, para evitar grande demanda sem que se possa dar conta de todos os serviços. “O serviço ambulatorial é mais barato, e tratamento não dá para pagar tudo. Então, é preciso investir com tudo bem pensado”, orientou.

“O município está precisando muito manter esse espaço para atendimento”, ponderou o apóstolo Jânio Tavares, voluntário da Santa Casa de Misericórdia de Ji-Paraná.

O ato foi presenciado também pelo secretário chefe da Casa Civil, Emerson Castro, que elogiou a atuação dos parlamentares.

Fonte
Texto: Mara Paraguassu
Fotos: Esio Mendes
Secom – Governo de Rondônia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here